quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Programar é uma Arte

Você pode ter ouvido algo como:
"Programar é uma Arte, é necessário 10% de inspiração e 90% de transpiração..."

em outras palavras....

Do total do esforço despendido para se desenvolver um sistema
É necessário 10% dedicado a pesquisa, com a finalidade de aprender a API.
É necessário 90% dedicado a escrita do código.


Você concorda com isto? Deixe seu comentário, eu realmente gostaria de saber.



No meu ponto de vista este raciocínio esta incompleto...
É necessário algum esforço destinado ao controle de qualidade(testes, JUnit), ao aprendizado das melhores práticas (design patterns), a gerência do projeto, divisão de tarefas, gerência do cronograma...

Logo percebemos que escrever o código não é tão importante para se dedicar 90% do esforço total de um projeto.

3 comentários:

jakovski disse...

cara 90% e muito mesmo acho que elas por elas 50% e braçal nao tem jeito tenque escreve mesmo os outro 50% estao destribuidos em testes regras acertos design patterns ...... etc .
bom acho que e isso

AcidGaucho disse...

eu acho que funciona assim:

15% inspiração
45% arquitetação (essa palavra existe? :P) do projeto
40% transpiração

pq um projeto mal arquitetado, vindo apenas de inspiração, acaba se tornando um sistema sem suporte a atualização e nao documentado :P

Douglas M. Pereira disse...

Senhores, vejam bem:

Um bom software requer um planejamento impecável. Qualquer "João da Esquina" pode "fazer códigos", mas um planejamento bem feito não é algo indispensável para um software eficaz.

O código é 10% da preocupação de alguem que não objetive montar um "frankestein". Um erro de código em um projeto bem montado é resolvido em minutos. Porém se não há planejamento, nem mesmo referência pra se saber de onde pode estar originando tal erro o programador encontrará.

Concluindo, é o raciocínio 90-10, mas ao contrário; 60% de planejamento, 10% de código e 30% de testes.

Abraço!